25 de junho de 2009

Esperanza Spalding


Esperanza
tem um lindo e sugestivo nome, “esperança” em espanhol“. Esse nome descreve o sentimento de sua mãe ao trazer sua filha ao mundo. Otimista e batalhadora ela criaria sozinha Esperanza e seu irmão. Seria ela também a responsável pela iniciação de Esperanza no mundo da musica.

Esperanza Spalding nasceu em Portland, Oregon em 8 de outubro de 1984, começou tocando violino aos 5 anos de idade. Aos 14 decidiu abandonar a escola publica que freqüentava decepcionada pela qualidade do ensino, voltaria um ano depois, e foi nessa volta ao freqüentar as aulas de musica que se deparou com um contrabaixo recentemente adquirido pela escola. Foi amor a primeira vista, seduzida pelo seu peculiar som decidiu que esse seria seu instrumento a partir desse momento.

Foi considerada uma menina prodígio e quando freqüentava a universidade “ Portland State” um professor admirado de seu talento a incentivaria a ingressar na mais prestigiosa escola de musica , a “Berklee College Of Music “.Conseguiu uma bolsa e completou seus estudos em apenas 3 anos. Após a formatura foi imediatamente contratada como professora da escola.Com apenas 20 anos se tornaria a docente mais jovem da instituição.Em 2005 ganharia uma bolsa da “Boston Jazz society” por seu extraordinário talento.
Esperanza possui a beleza exótica e peculiar conferida pela miscigenação, seu pai era negro e sua mãe uma mistura de gales, hispânico e índio norte americanos. È poliglota, e canta em inglês, espanhol e português. Tem uma grande admiração pela musica brasileira, e canta num excelente português como se pode ver na musica “Ponta de areia” de Milton Nascimento.

Perguntada sobre quais seriam suas influencias musicais, responderia: “ Eu não saberia te dizer. Não quero soar como soam os outros, por isso tento pensar em aqueles compositores que eram corajosos de verdade. É essa coragem e singularidade que mais me inspira. Mas se eu tivesse nomear meus três músicos favoritos estes seriam Stevie Wonder, Milton Nascimento e Wayne Shorter. Depois vem Shostakovich, Prince e Minnie Ripperton (a fantástica Minnie tema de um futuro post). Alias é bom recordar que Pat Metheny, com quem ela tocara, considerava Milton Nacimento o melhor cantor do mundo.

Em pouco tempo e apesar de sua juventude , se torna referencia no mundo jazzístico, e além de Pat Metheny, tocaria com outros músicos notórios: Michel Camilo, Stanley Clarke, Richard Bona, o vibrafonista Dave Samuels, a cantante Patti Austin, os saxofonistas Donald Harrison e Joe Lovano, o trompetista Wynton Marsalis, os pianistas Chick Corea e Herbie Hancock, e recentemente o “guitarrista” flamenco Niño Josele.

Esperanza Spalding at the White House honoring Stevie Wonder

Esperanza Spalding Live in Copenhagen

Esperanza Spalding - Ponta de Areia

Esperanza Spalding in Telluride, Colorado







3 comentários:

1.
NHAMUNDÁ ON LINE disse...

Saudações!
Amigo Fernando,
Um texto extraordinário!
Confesso que gosto de ler texto assim...Uma história de vida interessante e marcante tem a belíssima ESPERANZA, com o dom natural dos grandes astros da música , firma uma carreira fantástica!
Excelente seu texto!
Abraços,
LISON.

On The Rocks disse...

olá,

ando de olho nessa menina...

sobre a divulgação no my space da orianthi - gatíssima, por sinal -, escrevi no post em homenagem ao radiohead intitulado 'ok computador, você venceu'. os caras deram a mensagem em 1998 e muita ignorou.

parabéns pelo blog.

abs,

tarcísio buenas.

Gláucio disse...

Se não me engana eles esteve por aqui no páis há alguns meses atraz, seu som é realmente muito bom.