24 de dezembro de 2010

Peter Green


Peter Green talvez seja o guitarrista de blues que me tocou mais profundamente. Seu estilo inconfundível, refinado, melancólico, um grande mestre do “vibrato”, me ensinou a apreciar essse estilo musical.
Green consegue nos transportar em enlevo em temas como “Albatroz”. Das inumeras versões ouvidas de “ Black magic woman” , popularizada por Santana, ninguém conseguiu superar o proprio autor do tema. Como diria Obama, "Green é o cara".

Peter Green
nasceu em Londres em 29 de outubro de 1946.Grande guitarrista, foi chamado para substituir Eric Clapton no “John Mayall & The Bluesbreakers”. Tarefa ingrata , naquela época se podia ver grafittis nas paredes de Londres com os dizeres: “ Clapton is God”, não era fácil substituir um deus. Porém com o tempo sua genialidade se impôs, e conseguiu seu lugar no olimpo. Algum tempo depois formaria sua própria banda , a mítica “Fleetwood Mac”.
Diz a lenda que Green faria uma viajem de acido de três dias da qual nunca se recuperou totalmente. Não sei se foram os ácidos ou as sessões de “eletro-terapia” a que o submeteram posteriormente . O certo é que ele foi diagnosticado com esquizofrenia, o que faz das viagens lisérgicas, ou a " eletro-terapia”, algo pouco recomendável .
Seus problemas afetaram a sua arte durante um bom tempo, hoje em dia ele continua na ativa, talvez sem o mesmo frescor e criatividade que tivera na juventude, mas continua sendo o grande Petrer Green de sempre.

Peter Green - need your love so bad
Peter Green - Albatros
Peter Green BLACK - MAGIC WOMAN (Audio)
Peter Green - Jumping at Shadows
Peter Green - World Keep On Turning
Ooh Baby : Peter Green's Fleetwood Mac
Peter Green,Fleetwood - Mac oh well
Peter Green Fleetwood Mac "Like it This Way"






15 de dezembro de 2010

Suzie Quatro



Este ano esta terminando e o Clube do Algodão anda meio devagar, quase parando, por motivos diversos. Não gostaria de encerrar este blog porque acredito que existe muita coisa para compartilhar com aqueles que se interessam por musica em geral, e do blues principalmente.
Blues não é apenas musica de raiz, é a raiz das musicas, inspiração para quase todos os estilos existentes. Não foi Napoleão que disse: Me de uma pentatônica e dominarei o mundo. Bom, não disse, mas podia ter dito porque é bem por ai.
Pra encerrar o ano ( se não me animar de novo) com chave de ouro vou postar aqui um vídeos de uma figura bastante interessante.
Era no ano de 1973, eu apenas um moleque, assistia através da vidraça de um bar enquanto alguém jogava na maquina de pinball. Nesse bar havia uma jukebox com os singles de sucesso na época. Havia uma musica que tocou insistentemente durante muito tempo no verão desse ano. Lembro especialmente da introdução da bateria e do baixo que muitos anos depois esquecida a cantora ainda repercutiam em minha memória. A musica era "Can the Can" e a artista Suzie Quatro. Suzie foi o produto de uma época, que criou monstros como “The Sweet “.Talvez não devidamente compreendida ou apreciada, eu, não fosse a caixa de pandora que é às vezes a internet, jamais teria me dado ao trabalho de ouvir-la novamente. Bendita internet, porque foi para mim uma grande surpresa redescobrir esta artista e poder apreciá-la desde outra perspectiva.
Suzie Quatro nasceu em Detroit, Michigan. Seu pai, musico, fundaria uma banda chamada “Trio Art Quatro” na qual Suzie (ou melhor, Susan Kay Quatronella) participaria, com apenas 8 anos de idade. Suzie estudaria piano quando pequena, mais tarde baixo e guitarra. Não teve uma carreira muito brilhante, apesar de emplacar alguns sucessos na Europa, fazer parte do selo Rak, que contava em seus quadros com The Animals, Jeff Beck, e Donovan e participar da abertura dos shows de Alice Cooper.Em sua terra natal era praticamente desconhecida. Sua estrela efêmera se apagaria junto com o movimento “glam rock”. Hoje, ouvindo suas musicas , estas me parecem mais interessantes do que pude perceber no passado. Confira e julgue voce mesmo:

Suzi Quatro - Can the Can
Suzi Quatro - bass solo

Suzi Quatro - Your Mama Won't Like Me
Suzi Quatro - Devil Gate Drive
Suzi Quatro - The Honky Tonk Downstairs
Suzi Quatro - Devil Gate Drive
Suzi Quatro - Too Big
Smokie - Suzi Quatro & Chris Norman - Stumblin In


17 de setembro de 2010

Tony Roister


Já me perguntaram por que não tinha nada em meu blog sobre bateria, não é que eu não goste desse instrumento, muito pelo contraio. Para compensar esta minha falta apresento aqui aos que não conhecem um garoto ( na época, hoje esta com 26 anos, nasceu em 1984) que é para a batera o que Mozart foi para a musica clássica, um verdadeiro menino prodígio, e sem duvida um dos melhores bateristas da atualidade.
Quem queira saber sua biografia ou algum dado a mais pode entrar no site oficial dele aqui.
Recomendo a quem estiver começando a tocar a batera pra não desistir porque um prodígio como ele só aparece a cada 100 anos. Assim sendo coloquem um babador e alucinem com este moleque genial
Tony Roister jr , solo
Tony Roister jr, dias atuais
The Evolution of Tony Royster Jr.
Tony Royster DVD "The Evolution of Tony Royster Jr."



29 de julho de 2010

Joe Walsh


Quero fazer aqui minha homenagem a este grande guitarrista, não é uma homenagem póstuma já que ele esta bem vivo e ativo e espero que por um bom tempo. Joe Walsh é membro da reconciliada banda The Eagles, que tem com “Hotel Califórnia” um de seus temas mais emblemáticos, mas foi membro anteriormente da consagrada James Gang, autores do hit  “Funk 49.”
Especialmente marcante para mim foi a sua apresentação no “Guitar Legends” na exposição universal de Sevilha de 1992, onde se deram cita guitarristas como B.B King, Satriani, Steve Vai, Nuno Bettencourt, Les Paul, Roger Waters, Brian May entre muitos outros.


Joe Walsh & Brian May - Funk #49 
 
Funk 49 - Joe Walsh
Joe Walsh - The Eagles - 1977- Rocky Mountain Way
Joe Walsh-funk#49 Expo sevilla '92
Joe Walsh - All Night Long
 
The Eagles - Hotel California

16 de julho de 2010

Gary Moore



Gary Moore nasceu em 4 de abril de 1952 na cidade de Belfast, Irlanda do Norte. Calma, não vou fazer uma biografia já que ele é figura carimbada e existe bastante material na net para quem queira conhecer mais sobre sua vida e trajetória musical.

Darei um salto cronológico até o momento em que Moore junto a sua banda Skid Row (com a qual começou a tocar com apenas 16 anos) contatam com Peter Green para atuar na abertura dos shows da legendária Fleetwood Mac. Peter Green, considerado por muitos, como um dos maiores quitarristas de todos os tempos, ficaria tão impressionado com Moore que o levaria a sua gravadora, CBS, para firmar um contrato. Moore era um grande admirador de Green, tanto que em 1995 lançaria um álbum , "Blues for Greeny", com temas de Green.

Confesso que só vim a conhecer Moore com o lançamento de seu álbum "Still Got the Blues", com o qual abandonava o hard rock e entrava de maneira genial no mundo do blues. A musica que da nome ao álbum, "Still Got the Blues" , é sem duvida um dos mais incríveis temas que já ouvi, um grande clássico dos amantes do blues. Por sorte Moore definitivamente abandonaria o hard rock e enveredaria o caminho do blues em uma jornada sem volta.

Moore
tocaria com músicos consagrados que admirava , como B.B. King, Albert King e Albert Collins,entre tantos outros, afirmando assim a sua devoção tardia pelo blues.


T
enho que destacar seu interessante trabalho em uma formação efêmera porém importante, a “BBM”, formada por Jack Bruce, ( baixo) e Ginger Baker ( baterista) membros junto a Eric Clapton da mitica banda “Cream”.
Seguem videos de algums dos seus temas mais conhecidos:

Garry Moore Still Got The Blues
Gary Moore - Oh Pretty Woman
Gary Moore - The Stumble
Bruce Baker & Moore ( BBM ) - Sitting On Top Of The World
Gary Moore - Parisenne Walkway
BB King / Gary Moore - The Thrill is Gone
Gary Moore - Walking by myself
Gary Moore Empty Rooms Live 1987 His Best Guitar Solo
Gary Moore and Eric Bell - Whiskey In A Jar


9 de junho de 2010

Primus


Falar de Primus é falar de Les Claypool, não que os outros integrantes da banda sejam meros coadjuvantes, são músicos de categoria, porém como costuma acontecer em muitas outras formações ele é o elemento carismático, é o elemento de destaque e o único membro da formação original. Já em um post anterior apresentei seu trabalho junto a Buckethead, conceituado guitarrista, rankeado entre os 10 melhores da atualidade. E outras feras como Bernie Worrell, tecladista da genial banda de funk Parliament-Funkadelic, assim como o baterista de Primus, Brain Mantia, que participou de outras grandes bandas como Guns N' Roses e Godflesh. Formação efêmera mas contundente, “Colonel Claypool's Bucket of Bernie Brains” vale um reprise.

Les Claypool nasceu em Richmond, California, em 29 de setembro de 1963. Além de vocalista e baixista de Primus é um multi- instrumentista, mas não é só isso, é também um produtor musical, escritor e diretor de cinema. É como eu digo, uma figura carismática, divertida e um grande musico, considerado por muitos um dos melhores baixistas do mundo. Não sou muito adepto desses ranking porque existem diferentes estilos, e cada qual no seu estilo gostara deste ou daquele, mas sem duvida Les Claypool é unanimidade. Excelente musico, criativo, sabe unir estilos dispares com grande ousadia e boa fortuna.

Primus é descrita como uma banda alternativa, não sei se referem a produção e venda de seu produto ou o tipo de musica que fazem. É um som diferente, de digestão lenta no primeiro bocado, mas que deixa um sabor de quero mais no final. Outros integrantes da formação atual são Larry LaLonde, guitarrista e aluno destacado de Joe Satriani e Tim "Herb" Alexander, como baterista.

Primus - Tommy The Cat
Primus - Lacquer Head
Primus - Over The Falls
Primus "Over the Electric Grapevine" LIVE!
Primus - Wynona's Big Brown Beaver

14 de maio de 2010

The Coral


Não adianta, para aqueles que fomos criados no que agora seria o século passado é lógico que aquela musica que se fazia naqueles tempos era a melhor e poucas vezes superada. Mas a verdade é que vemos pessoas desta nova geração curtindo a musica que se fazia nos anos de ouro, 60 e 70. È o caso desta banda inglesa de Hoylake, que não tenho a menor idéia onde fica, sei apenas que fica perto de Liverpool, cidade berço dos Beatles. A musica de The Coral e bem agradável de ouvir, lembra algumas bandas da era psicodélica, mistura de folk-country e rock. Não são uma novidade já que tem 5 álbuns editados de 2001 até os dias hoje. Seguiremos atentamente.

The Coral- Dreaming of You
The Coral - Jaqueline
The Coral - Bill McCai

The Coral - In The Morning
The Coral - Pass It On
The Coral - Put The Sun Back



28 de abril de 2010

S.M.V


Este acrônimo faz referencia a um sonho acalentado por muitos e finalmente feito realidade. Três grandes “monstros “ do baixo se reúnem para gravar um CD intitulado “Thunder” e iniciam uma gira por mais de 30 paises. É obvio para quem assiste que eles estão se divertindo juntos, se imitam uns aos outros, brincam e fazem historia.É uma verdadeira aula de virtuosismo desses três mestres de gerações diferentes, Stanley Clarke, Marcus Miller e Victor Wooten. Aqui no clube do algodão escrevi anteriormente sobre Marcus Miller e Wooten junto a Béla Fleck and the Flecktones, fico devendo Stanley Clarke para um post posterior.

Confiram nos vídeos:

Stanley Clark, Marcus Miller & Victor Wooten - Beat It
STANLEY CLARKE, MARCUS MILLER, VICTOR WOOTEN IN VITORIA GASTEIZ JAZZ FESTIVAL 2009

Stanley Clarke, Marcus Miller and Victor Wooten (classico de Clarke)
SMV "Thunder Tour" Battles of Bass between Stanley Clarke, Marcus Miller and Victor Wooten.
SMV - Tutu - Paris ( qualidade ruim mas o tema vale a pena )


8 de março de 2010

PeerGynT LoboGris

O nome pode parecer estranho, mas é o pseudônimo de um artista espanhol da cidade de Córdoba. É um artista completo, escritor, compositor, desenhista gráfico e multi-instrumentista. Seu gênero musical é variado, indo do hard rock ao new age passando por diversos estilos musicais. Sua discografia é bastante prolífica e extensa e para aqueles interessados em ouvi-la poderão baixá-la gratuitamente neste site, lembrando que doações serão bem aceitas: http://www.jamendo.com/es/artist/peergynt.lobogris

PeerGynT LoboGris "Wild Ride"
PeerGynT LoboGris wishes you a Happy New Year
PeerGynt Lobogris ~ Entchanted forest
PeerGynt Lobogris ~ Across The Blue Sky

23 de fevereiro de 2010

Them Crooked Vultures



Eles são o que conhecemos por superbanda, ou seja, uma banda formada por membros de outras renomadas bandas . Este é o caso de Dave Grohl, baterista de Nirvana e fundador do Foo Fighters, Josh Homme, guitarrsita de Kyuss e Queens of the Stone Age, e a cereja do bolo: John Paul Jones, baixista da mítica Led Zeppelín. Lançaram o seu primeiro álbum homônimo, em 2009, porém antes de este chegar às lojas foi disponibilizado pela banda no youtube. Um trabalho destes é algo sempre bem vindo no árido panorama do rock atual.


Them Crooked Vultures - "Gunman"
Them Crooked Vultures -New Fang
Them Crooked Vultures - Elephants (Live)
THEM CROOKED VULTURES - No One Loves Me & Neither Do I
Them Crooked Vultures - Mind eraser, no chaser
Them Crooked Vultures - Spinning in Daffodils
Them Crooked Vultures - Interlude with Ludes





19 de fevereiro de 2010

Biffy Clyro


Biffy Clyro é uma banda escocesa de Ayrshire, para os amigos apenas “Biffy”. Apesar de já serem uma banda com bastante tempo de estrada não é muito conhecida, ou foi assim até o seu quarto álbum "Puzzle", que por ser menos experimental e mais “comercial” logo seria muito tocado nos rádios e TV´s. Começaram tocando de bem jovens, quando estes apenas tinham 15 anos e a banda se chamava "Screwfish". Simon Neil era o guitarrista, Ben Johnston o baterista e Barry o baixista, mas este ultimo logo seria substituído pelo irmão gêmeo de Ben , James Johnston. Sua influencias ditas por eles foram Metallica e Nirvana. Fazem um som pesado e melódico e é interessante notar que os três participam na hora de cantar. São bons instrumentistas e na parte vocal são realmente brilhantes. Seu ultimo trabalho “Only Revolutions” teve uma grande repercussão, o que lhes permitiu compartilhar o palco com grandes bandas como The Who, Red Hot Chili Peppers, The Rolling Stones e Muse. Bom, mas nada melhor do que ouvi-los e tirar você mesmo suas conclusões.
Site oficial de Biffy Clyro: http://www.biffyclyro.com/

Biffy Clyro - Mountains
Biffy Clyro -- Saturday Superhouse
Biffy Clyro - JustBoy
Biffy Clyro - Machines (Live)
Biffy Clyro - 57
Biffy Clyro - Questions and Answers


28 de janeiro de 2010

Colonel Claypool's Bucket of Bernie Brains



Com esse nome “simples” é conhecida esta superbanda, ou (C2B3) para os amigos. Formada por quatro músicos geniais, apesar de ser um projeto experimental e só editarem um álbum realizariam muitos shows ao vivo, que devido à improvisação tinham um gosto de Jam de super-astros.

Buckethead – Guitarra (Guns N' Roses, Praxis, Primus, Cornbugs)

Les Claypool - Baixo, Voz ( Primus )

Bernie Worrell – Teclados  (Parliament-Funkadelic, Talking Heads)

Bryan «Brain» Mantia – Bateria (Primus, Guns N' Roses , Godflesh)


Colonel Claypool's Bucket of Bernie Brains at Bonnaroo 2002
Colonel Claypool's Bucket of Bernie Brains opening jam
Les claypool is dancing on buckethead's music, LOL that's a c2b3 Show    
C2b3 Jam
Colonel Claypool's Bucket Of Bernie Brains

C2B3 - Abertura de Gabby La La - "Elephant Ghost"

Eddie Hazel




Quero aqui fazer minha homenagem a um dos maiores guitarrista de todos os tempos. Esquecido por alguns, desconhecido por outros. Edward Earl "Eddie" Hazel nasceu no dia 10 de abril de 1950 no Brooklyn, Nueva York.

De pequeno ganharia de presente uma guitarra de seu irmão, esse seria o começo para o brilhante guitarrista. Alguns anos depois faria amizade com o baixista a Billy "Bass" Nelson, com o qual tocaria durante um tempo. Quando Nelson foi recrutado para se juntar ao “The Parliamente” recomendou Eddie Hazel ao líder da banda, George Clinton. A mãe de Hazel se oporia no começo porque seu filho tinha apenas 16 anos, mas finalmente cederia.

The Parliament fazia um som chamado “doo wop”, proveniente do rhythm and blues. Muitos lembrarão desse estilo ao ouvir Smoke Gets In Your Eyes de The Platters, ou musicas dos Golden Boys. Eram musicas sentimentais e ingênuas, muitas vezes feitas a capella. Os Parliament logo evoluíram para uma forma de “soul psicodélico”. Por problemas jurídicos os Parliament adotaram o nome de Funkadelic. Resolvidos os entraves começaram a ser conhecidos como Paliament Funkadelic , ou simplesmente P-Funk.

Já falei sobre a banda em um post anterior, e quem estiver interessado click aqui.

Foi com o album Maggot Brain (1971) que Hezel entraria para a historia, em 2008 a revista Rolling Stone colocaria a musica tema Maggot Brain entre as 100 melhores de todos os tempos, uma posição mais do que merecida. A musica conta com um solo de Hezel de dez minutos, algo pouco convencional para a época, e diz à lenda que George Clinton quando foram gravar-la pediu a Hezel que tocara como se a sua mãe acabasse de morrer.Independente de se for verdade ou não , o sentimento transmitido pela guitarra de Hezel nessa musica é dificilmente superável.

Hezel
era um grande admirador de Jimi Hendrix e isso fica patente em suas interpretações, é fácil ver as semelhanças ao ouvir os vídeos aqui postados, apesar das influencias o som de Hazel e característico e particular.

Hazel teve uma vida conturbada e marcada por abusos de drogas e álcool, o que parece ser comum à muitos músicos talentosos . Os excessos o levariam a morte, em 23 de dezembro de 1992. Maggot Brain , apropriadamente, seria tocada em seu funeral.

Funkadelic - Maggot Brain ( Versão original com Eddie Hazel)


Eddie Hazel- jam to pieces Houston 1979


Eddie Hazel- Relic Delic (Purple Hazel)


The Crunch feat. Eddie Hazel - Red Hot Momma
(ultimo ano de Hazel)





19 de janeiro de 2010

Velojet




É com grande prazer que apresento esta banda Austríaca, da qual, como acontece com outros fenômenos do mundo indie rock, não se tem grandes ou nenhuma referencia. Acredito que com o tempo, e devido a grande qualidade dos mesmos, apareça mais informação. No momento o incrível trabalho deles fala por si só.
Para contato: Velojet

Velojet - I Follow My Heart

Velojet - Your Side

Velojet - Something To Believe In



14 de janeiro de 2010

Pink Floyd





Sempre quis escrever sobre Pink Floyd, para mim uma banda digna de veneração e que marcou um divisor de águas em minha percepção musical. Estou falando de muito tempo atrás, mas é interessante notar que eles não perderam nada com o passar do tempo. Novas gerações se somam as anteriores no culto a uma das maiores bandas de todos os tempos. O porque desse fato não se pode dizer ao certo, talvez eles estivessem à frente do seu tempo, ou simplesmente porque a musica é algo atemporal, não tem data de validade.

A musica de Pink Floyd envolve uma grande quantidade de aparelhos eletrônicos e instrumentos musicais e nem sempre a qualidade ao vivo corresponde com a de estúdio.
Fiz uma seleção de vídeos que achei, dentre o material disponível, os mais emblemáticos e de maior qualidade, começando pela lisérgica “Shine on your crazy diamond”. Boa viajem!


Pink Floyd - Shine on your crazy diamond

Pink Floyd Pulse Tour - Great Gig in the Sky


Wish you were here

Pink Floyd - Pigs

Pink Floyd - Shine On You Crazy Diamond

Pink Floyd - Dark Side Of The Moon


Pink Floyd - Another Brick in the Wall

Pink Floyd - Time

Hey You - Pink Floyd


Pink Floyd - Goodbye Blue Sky

Pink Floyd - Mother

Pink Floyd - Us And Them










8 de janeiro de 2010

Jason Mraz Beautiful mess - Live on earth




Fabuloso trabalho ao vivo de Jason Mraz, este CD -DVD contem temas conhecidos do artista e alguns novos como a versão da famosa musica "All night long" de Lionel Ritchie.

Jason Mraz foi um dos artistas que iniciaram este blog, e a cada dia que passa ele evolui para melhor.

Para ver post anterior sobre ele click aqui

Infelizmente os videos originais foram prohibidos pela gravadora. Pena, só estávamos divulgando seu trabalho.

Jason Mraz - Beautiful Mess

Jason Mraz Live on earth All Night Long

Jason Mraz - Sunshine Song


Jason Mraz - Anything You Want